Os Efeitos da Perda Auditiva

Pessoa Resistente ao uso de auditivo – Um problema difícil de enfrentar

Efeitos da perda auditiva. Como a surdez é “invisível”, as pessoas ao seu redor não percebem ou esquecem o problema. A consequência natural dessa falta de visibilidade do problema é a irritação natural das pessoas que “precisam” conviver com o deficiente auditivo. A irritação pode ser provocada pela:

– Aparente desatenção,
– Dificuldade que temos de “enxergar” a deficiência,
– Necessidade de falar alto em qualquer lugar,
– Dificuldade de manter diálogo tranquilo,
– Constante necessidade de repetição,
– Dúvida que nos provoca: se não ouviu, se não entendeu ou se está ignorando,
– Insistente negação do problema: “não sou deficiente”,
– Criação do problema e constrangimento aos familiares, etc.

São muitos os efeitos da perda auditiva, que tendem a irritar as pessoas que convivem com o deficiente auditivo. Em resposta a essa irritação, o deficiente auditivo pode ter reações que pouco o ajuda. Ele pode ser firme na negação de ajuda para solução do problema, e ainda pode:

– Procurar se isolar para não se expor,
– Fazer um enorme esforço, tentando ouvir e entender as falas das pessoas,
– Reagir agressivamente às irritações das pessoas,
– Aceitar a “culpa” por irritar as pessoas
– “Assumir” a surdez ou “ser desligado” – selecionando o que responder,
– Entrar no lado sombrio – assumindo a decadência,
– Expressar sobre a morbidez e a morte, etc.

A dificuldade básica destas questões está refletida no provérbio anônimo que diz: “O pior surdo é o que só ouve ele mesmo!”.

Contraponto das questões negativas dos efeitos da perda auditiva

Efeitos da Perda Auditiva - Aparelhos Auditivos Laysom· A perda de audição é um dos problemas que mais enganam as pessoas, porque além de avançar sorrateiramente tem-se a tolerância ao problema. E, o pior é o “não tenho problema” (“me engana que ou gosto”).

· Uma simples perda de audição, se não tratada, pode ser o início de uma grande variedade de problemas sem volta e sem solução.

· O que é mais vergonhoso ou chama mais atenção:
não ouvir ou parecer tolo ou usar aparelho auditivo?

· O que as pessoas não toleram:
ter que repetir alto ou saber ou perceber que a pessoa usa aparelho auditivo?

· Se existe preconceito, devemos nos submeter e aceitar? O preconceito é da pessoa que precisa usar aparelho. Se a pessoa estiver ouvindo, mesmo que com aparelho, o problema não existiria.

· Quando uma pessoa precisa usar óculos, as pessoas resistem? E, então, para que o drama para aparelho?

· Enfrente o problema, não negue, procure se ajudar.

· Se existe solução, porque não utilizá-la?

· Ouvir bem não é só saúde. É viver com dignidade e qualidade de vida.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!




 

*