Aparelhos Auditivos

Os aparelhos auditivos podem ser classificados quanto a:

  1. Apresentação (microcanal, intracanal, intra-auricular, retroauricular e bolso ou caixa);
  2. Tipo de circuito (analógico, programável ou digitalmente programável e totalmente digital);
  3. Controle de ajustes (por instrumentos manuais ou por computador);
  4. Nível de amplificação (para perdas do tipo: leve, moderada, severa e profunda);
  5. Recursos externos do usuário (controle de volume, chaves, botões, etc.);
  6. Recursos de ajustes (trimmers, programas de computador, etc.);
  7. Recursos avançados (canais, bandas, algoritmos, gerenciamento adaptativo, etc.);
  8. Modelo/tamanho da bateria (5, 10, 312, 13, 675, etc.);

 

Há também as variações (matriz de opções) conforme o modelo de aparelho e as alterações de laboratório. E, além disso, existem modelos de aparelhos para características mais específicas e incomuns.

Tabela de classificação dos aparelhos auditivos em termos de apresentação

 

Apresentação Características Grau de perda
Microcanal (CIC)

Aparelhos Auditivos microcanal Laysom

Aparelho Auditivo microcanal

Resultado prático da microtecnologia. Confeccionado para ficar alojado totalmente dentro do conduto auditivo. É esteticamente mais discreto que os demais modelos de aparelhos auditivos. Às vezes, pode ter algum (minúsculo) controle como o botão de programas. Veja o exemplo >> Atende perdas auditivas de grau leve a moderado.
Intracanal

Aparelhos Auditivos intracanal

Aparelho Auditivo intracanal

Posiciona-se no conduto auditivo; podendo conter um controle de volume e/ou botão de programas. Veja o exemplo >> Normalmente indicado para perdas auditivas de grau leve até moderadamente severa.
Intra-auricular

Aparelhos Auditivos intra-auricular Laysom

Aparelho Auditivo intra-auricular

Preenche toda a concha da orelha. É um aparelho mais potente que os anteriores e apresenta o controle de volume manual. Veja o exemplo >> Normalmente indicado para perdas severas.
Retroauricular

Aparelhos Auditivos retroauricular Laysom

Aparelho Auditivo retroauricular

Aparelho posicionado atrás da orelha. Transmite o som amplificado até próximo ao tímpano através de um tubo acoplado ao molde auricular. Normalmente é o mais potente de todos e que apresenta o maior número de recursos. Veja o exemplo >> Atende a todos os graus de perda auditiva.
Adaptação Aberta

Aparelhos Auditivos Adaptação Aberta Laysom

Aparelho Auditivo Adaptação Aberta

Apresentação mais recente. Grande conforto no uso diário. Boa opção para pessoas com problemas de oclusão e incômodo da própria voz. Posicionado no alto, atrás do ouvido, com dimensões bastante reduzidas. Oliva minúscula, totalmente inserida no canal e tubinho bem discreto. Veja o exemplo >> Melhor para perdas bem acentuadas em altas frequências.

 

São considerados cinco tipos básicos, mas na realidade ainda existem alguns tipos mais raros. O primeiro e mais antigo é o aparelho de bolso, que às vezes, é chamado de aparelho de “caixa”. Normalmente ele utiliza uma ou duas pilhas pequenas comuns e parece um tocador MP3 como um Ipod Shuffle (sem a mesma estética), pois tem um ou dois fones de ouvido. O outro tipo é o aparelho que é montado dentro de uma haste (grossa) de óculos. O aparelho de óculos pode utilizar, também, uma forma diferente de transmissão dos sons para o sistema auditivo: a condução óssea. Existe ainda um arco com “apetrechos” nas extremidades dessa “tiara” que também usa o princípio da condução óssea. Mas atualmente, surgiram variantes de apresentação de aparelhos auditivos “intra” ou “retroauriculares”, os quais são bastante discretos. Existe também o implante coclear, onde parte do aparelho é implantada na cabeça (atrás da orelha) do paciente através de uma cirurgia hospitalar. O implante teve o seu início no Brasil na década de 90.

Cada tipo de aparelho tem as suas aplicações e cabe ao profissional mostrar todas as alternativas para que o paciente tenha a livre escolha com o conhecimento das vantagens, riscos e problemas de cada opção.

Se a pessoa ainda não é usuária ou se ainda não sabe se o seu caso necessita o uso de um aparelho auditivo, uma avaliação otorrinolaringológica e alguns exames auditivos podem, eventualmente, confirmar a necessidade de um aparelho de amplificação sonora.

Os aparelhos auditivos constituem-se em sofisticados instrumentos eletrônicos miniaturizados. Eles ajustam o som ambiental e os sons da fala, ou seja, corrige o volume e algumas características dos diversos tipos de sons e frequências para as necessidades específicas de cada usuário, permitindo que se ouça melhor.

 

Veja outros produtos:

Conheça outros produtos com qualidade Laysom: